• Luz solar no tanque

    Como os métodos de desenvolvimento ágeis ajudam a superar o medo da autonomia dos carros elétricos

  • EDAG SOULMATE

    QUANDO DE REPENTE O MELHOR SMARTPHONE É O SEU PRÓPRIO CARRO

  • VAMOS RECARREGAR MAIS UMA VEZ

    POR QUE O SMARTPHONE MUDOU O TRÂNSITO

  • MANUFATURA ADITIVA

    COMO O "EDAG Genesis" COLOCOU O MUNDO AUTOMOBILÍSTICO DE CABEÇA PARA BAIXO

A EDAG desenvolvendo a smart factory

Transferindo know-how internacional, com o Brasil ingressando na quarta fase da Revolução Industrial, a indústria 4.0, a EDAG contribui para capacitar nosso país a disputar de igual para igual o mercado internacional.

A EDAG está utilizando diversos elementos que definem a indústria 4.0 em vários projetos em andamento no Brasil.

O Conceito de digitalização das fábricas, ou seja, a representação das linhas de produção reais através de modelos matemáticos em computador, os gêmeos digitais (digital twins), já vem sendo desenvolvido e aplicado há décadas. Hoje, com o aumento incrível da capacidade de armazenamento, transmissão e processamento de dados (cloud computing), com o desenvolvimento de algoritmos de simulação, análise, previsão, inteligência artificial (big data analytics), com os modernos sensores, atuadores e interfaces (cyber physical systems), abriu-se um imenso horizonte para o desenvolvimento de novos modelos de negócios bem como de novas formas de planejar, projetar, implantar, gerir e aperfeiçoar as fábricas do futuro. 

O comissionamento virtual de linhas de produção altamente automatizadas e a implantação de sistemas MES (Manufacturing Execution Systems) são exemplos destas novas tecnologias que definem o rumo da indústria 4.0, serviços que a EDAG oferece há anos e, atualmente em execução para clientes no Brasil. 

“A fábrica sem papel, os robôs colaborativos, a manutenção preditiva e a eficiência energética, também são temas da indústria 4.0 nos quais a EDAG desenvolve soluções juntamente com seus clientes para a realização da smart factory, a fábrica inteligente do futuro”, explica o sr. Stefan Schramm, Diretor da Engenharia de Manufatura da EDAG do Brasil.